Page 19 - Sinergia_53_PT
P. 19

A Mota‐Engil, como líder do Consórcio (42,5%),
tem também outros departamentos da empresa a trabalhar na obra, desenvolvendo trabalhos de engenharia especí ca.
Os equipamentos de escavação, transporte e de elevação foram cedidos pelo Estaleiro Central de Porto Alto,
que procedeu também à elaboração dos projetos das instalações elétricas para alimentação dos cinco estaleiros da obra, em baixa e média tensão.
BREVE DESCRIÇÃO DOS PRINCIPAIS
ELEMENTOS CONSTITUINTES DA OBRA
TOMADA DE ÁGUA
É uma estrutura em betão armado que se encontra em fase de execução, semienterrada, com um comprimento total de 61 metros. A sua secção é em forma de tronco e tem dimensões variáveis. Apresenta dois muros laterais, duas paredes partidores e duas vigas de suporte às grelhas de entrada.
POÇO DAS COMPORTAS
É uma estrutura em betão armado, com um diâmetro interior livre de 8,30 m e uma altura aproximada de 20 m.
TÚNEL DE ADUÇÃO
Terá um diâmetro de 7,30 m após revestimento em betão e um comprimento aproximado de 4.600 m, desde o centro do poço das comportas, na tomada
de água em Gouvães e o início da conduta forçada, após a chaminé de equilíbrio. A sua escavação está a ser feita em quatro frentes simultâneas: uma frente de ataque sul, duas frentes de ataque intermédio,
e uma frente de ataque norte.
CHAMINÉ DE EQUILÍBRIO
Situa‐se ao PK 4+620 do túnel de adução e na vertical do mesmo. Foi projetada com um diâmetro interno livre de 21 m (após revestimento em betão) e com uma altura aproximada de 74 m desde a cota 913,00 m até à sua interseção com o túnel de adução à cota 839,00 m.
O revestimento da chaminé é um anel de betão armado de 1 m espessura até à cota 908,00 m. A parte exterior, acima desse nível, será também realizada em betão.
SINERGIA 53 JUNHO 2018 19


































































































   17   18   19   20   21