Page 62 - Sinergia_53_PT
P. 62

AFRICA
MOÇAMBIQUE
MOTA‐ENGIL NA REABILITAÇÃO
DE MILANGE‐MOCUBA
A estrada liga as duas cidades da província da Zambézia.
A Mota‐Engil venceu o contrato para a fase II e III do lote 2 da Adenda
3 da Reabilitação da Estrada de Milange‐Mocuba, em Moçambique.
Esta obra para o cliente Administração Nacional de Estradas (ANE) é um projeto  nanciado pela União Europeia, cujo valor ascende a 8 milhões de euros.
Além desta iniciativa, a empresa também procedeu à oferta de um reservatório
de água à Confederação das Irmãs Franciscanas Hospitaleiras da Imaculada Conceição, em Moçambique.
MOÇAMBIQUE
MOTA‐ENGIL DOA EQUIPAMENTOS
A iniciativa vai ajudar crianças com necessidades especiais.
No âmbito das atividades de responsabilidade social que a Mota‐Engil África – Sucursal de Moçambique tem desenvolvido, a empresa apadrinhou uma sala com equipamentos apropriados para crianças com necessidades especiais.
Esta iniciativa foi desenvolvida pelo MPDC (Maputo Port Development Company) e pela Associação Nacional para a Educação e Reabilitação de Cidadãos Inadaptados –
ESTÁDIO OMNISPORT ROUNDÉ ADJA
Para o Campeonato Africano das Nações 2019
CERCI – uma instituição privada,
de interesse social e sem  ns lucrativos.
A Mota‐Engil Moçambique deu assim
o seu contributo a esta iniciativa, garantindo que todas as atividades
de  sioterapia e respetivo equipamento estejam disponíveis para as crianças com necessidades especiais, contribuindo, desta forma, para o seu desenvolvimento e para uma futura inserção na sociedade.
CAMARÕES
MOTA‐ENGIL ÁFRICA NOS CAMARÕES
Construção de estádio em bom ritmo.
No âmbito do contrato ganho nos Camarões para a reabilitação do estádio Omnisport Roundé Adja e a construção de um hotel, no valor de 61 milhões de euros, para o Campeonato Africano das Nações 2019, decorreu o encontro entre o CEO da Mota‐Engil África, Manuel António Mota e o Ministro do Desporto,
Bidoung Mkpatt, no sentido de ser feito um ponto de situação dos trabalhos desenvolvidos. Neste encontro, o CEO garantiu que tudo estará pronto para o CAN 2019. Construído há quase 40 anos (1978), o estádio merecerá as devidas obras de modernização, asseguradas pela Mota‐Engil África.
62


































































































   60   61   62   63   64